Implante Dentário

Quais as fases no tratamento com implantes?


Há três estágios no tratamento: Implante, Pilar e Coroa.

1a. Fase: Instalação dos Implantes
Na primeira fase, os implantes são instalados em posições estratégicas substituindo as raízes dentárias perdidas. Essa é a fase cirúrgica.

2a. Fase: Instalação dos Pilares
Os pilares são os componentes intermediários e servem para otimizar a estética da gengiva e para apoiar as coroas.

3a. Fase: Instalação das Coroas
A última fase é aquele que efetivamente devolve ao paciente os dentes perdidos. Como as coroas (próteses) a estética e a mastigação são restabelecidas.


Como é o implante?


O Implante é uma peça em titânio. Nele, podem ser identificadas três partes:

Plataforma:
Há basicamente três tipos de plataformas: Sextavado Externo, Sextavado Interno e Cone-Morse. Cada uma delas representa um ponto de evolução no formato do implante.

Corpo:
O corpo representa a parte externa do implante e estabelece conexão com o osso, após a instalação. Essa ligação entre o corpo e o osso chama-se osteointegração.

Superfície:
A superfície dos implantes pode ser lisa ou despolida. O tipo de superfície adotada tem grande interferência no resultado dos implantes.

Quais as plataformas dos Implantes?


Sextavado Externo:
É a primeira geração das plataformas nos implantes osteointegrados, chegando ao mercado no início da década de 90. Desenvolvida para casos múltiplos, suas limitações motivaram o surgimento das plataformas seguintes.

Sextavado Interno:
Desenvolvido na tentativa de melhorar a resistência do implante e melhorar a estabilidade das coroas, especialmente as unitárias, o sextavado interno aprimora a geração que o antecede.

Cone-Morse:
A plataforma com o encaixe mais estável e com maior preservação óssea até o momento. O Cone-Morse aprimora a precisão dos sistemas de implantes e representa uma melhoria importante na estabilidade das próteses.

Agende sua consulta
Informe seus dados que retornaremos para confirmação


Quais as fases no tratamento com implantes?


Há três estágios no tratamento: Implante, Pilar e Coroa.


1a. Fase: Instalação dos Implantes
Na primeira fase, os implantes são instalados em posições estratégicas substituindo as raízes dentárias perdidas. Essa é a fase cirúrgica.

2a. Fase: Instalação dos Pilares
Os pilares são os componentes intermediários e servem para otimizar a estética da gengiva e para apoiar as coroas.

3a. Fase: Instalação das Coroas
A última fase é aquele que efetivamente devolve ao paciente os dentes perdidos. Como as coroas (próteses) a estética e a mastigação são restabelecidas.


Como é o implante?


O Implante é uma peça em titânio. Nele, podem ser identificadas três partes:


Plataforma:
Há basicamente três tipos de plataformas: Sextavado Externo, Sextavado Interno e Cone-Morse. Cada uma delas representa um ponto de evolução no formato do implante.

Corpo:
O corpo representa a parte externa do implante e estabelece conexão com o osso, após a instalação. Essa ligação entre o corpo e o osso chama-se osteointegração.

Superfície:
A superfície dos implantes pode ser lisa ou despolida. O tipo de superfície adotada tem grande interferência no resultado dos implantes.


Quais as plataformas dos Implantes?



Sextavado Externo:
É a primeira geração das plataformas nos implantes osteointegrados, chegando ao mercado no início da década de 90. Desenvolvida para casos múltiplos, suas limitações motivaram o surgimento das plataformas seguintes.

Sextavado Interno:
Desenvolvido na tentativa de melhorar a resistência do implante e melhorar a estabilidade das coroas, especialmente as unitárias, o sextavado interno aprimora a geração que o antecede.

Cone-Morse:
A plataforma com o encaixe mais estável e com maior preservação óssea até o momento. O Cone-Morse aprimora a precisão dos sistemas de implantes e representa uma melhoria importante na estabilidade das próteses.

Agende sua consulta
Informe seus dados que retornaremos para confirmação